quinta-feira, outubro 21, 2010

Deck T2 - Mimic Vat - Building on a Budget

Building on a Budget
Mimic Vat
Jacob Van Lunen
quarta-feira, 20 de outubro de 2010
traduzido por Teddy_Bear_X

Na ultima semana eu perguntei para meus leitores se eles já haviam experimentado um Mimic Vat, uma nova rara muito poderosa de Scars of Mirrodin. E com isso minha caixa de email ficou lotada. Conforme eu lia os emails eu ficava surpreendido com a capacidade de deck-building dos meus leitores.


Uma das idéias que me enviaram me pareceu muito interessante. Tyler McClendon sugeriu a adição de Mimic Vat em um Naya Alies que foi bem sucedido em alguns eventos no ultimo GP. Eu comecei a trabalhar encima disso imediatamente e terminei com esse deck.



Havia alguns poucos problemas com o deck. Eu notei rapidamente que estava splashando pra verde apenas pra usar Oran-Rief Survivalist. E eu não acho que isso seja necessário. Além de que, fica difícil pra alguns jogadores que não tem muita opção de troca conseguir os terrenos raros para o deck. O novo ciclo de terrenos de Scars of Mirrodin é relativamente fácil de se conseguir por enquanto, mas conseguir oito delas parece muito difícil pra maioria dos leitores. Eu decidi então quebrar o deck em pedaços para trabalhar em um novo arquétipo.



É fácil ver que as cartas brancas disponíveis são muito poderosas. Hada Freeblade, Kazandu Blademaster, Kabira Evangel e Talus Paladin são provavelmente as cartas mais poderosas em qualquer deck de aliados. Branco é absolutamente necessário.



Vermelho, entretanto, parece substituível. Akoum Battlesinger é muito forte, mas não tenho certeza se continua tão bom assim sem Bloodbraid Elf e Ranger of Eos para puxar um lote de Hada Freeblades. Lightning Bolt e Flame Slash seriam melhores nesse deck se pudessem lidar com cartas como Primeval Titan, que são as que prevalecem no formato.

Dei uma olhada também no que o azul tinha a oferecer, mas vi que cartas como Sea Gate Loremaster são muito lentas e cartas como Jwari Shapeshifter e Umara Raptor não nos dão uma boa consistência. Azul também deixa a desejar quando queremos resposta para um Primeval Titan.

Preto, por outro lado, parece muito forte. Bala Ged Thief parece muito bom para combater os UW Controls, Eldrazi Green, e valakut. Bokuja Brigand é essencialmente igual ao Oran-Rief Survivalist. (Como nosso deck de aliados irá se comportar no quesito defesa) Preto também nos oferece poderosas ferramentas como Doom Blade que também tem grande sinergia com Mimic Vat e nos ajuda a combater um Primeval Titan.



Eu trabalhei em um BW Allies antes e fiquei surpreso em nunca ter pensado num deck como esses na primeira vez que vi Mimic Vat. Essa carta nos oferece uma excelente maneira de voltar para o jogo depois de uma limpeza na mesa. Além de que, como nossos oponentes podem vencer quando estampamos um Bala Ged Thief no nosso Mimic Vat e ficamos ativando ele na etapa de compra dos nosso oponentes? Isso me lembra de Firemane Angel com Zur's Weirding, só que bem melhor.

Esse parecia o melhor que eu podia fazer então eu cavei nos meus emails do PT San Juan e achei essa lista para uma referencia:



Esse era um deck de Bloco que estava dominando no Magic Online até o Brad Nelson e Michael Jacob decidiram quebrar o formato antes do Magic Online Championship Series naquele mês. Um Bloco composto de dois sets é bem diferente do Standard, mas eu gosto de olhar para decks similares que tiveram bons resultados para ter uma idéia de como caminhar com o nosso deck.

Existem algumas cartas aí que parecem deslocadas num formato como o Standard. Hagra Diabolist pode ser muito bom, mas encher o deck com cartas de custo cinco parece muito perigoso. Ondu Cleric é outra carta que não parece ser uma boa escolha num formato como esse. Eu preciso encaixar Mimic Vat e Doom Blade aqui, eu acho que essas duas cartas sozinhas podem trazer o deck para um patamar competitivo.



Muito de vocês devem se perguntar como eu consigo estampar um Bala Ged Thief depois de jogá-lo. Na verdade é muito simples. Se o nosso oponente não matar o Bala Ged Thief, ele provavelmente perderá o jogo. Se ele matar nós o estampamos no Mimic Vat, e então eles realmente perdem qualquer chance de ganhar. É um cheque-mate.

Aqui está como o deck ficou quando entrei no meu primeiro campeonato no Magic Online com ele.



O deck pode até incluir um monte de raras, mas a maioria delas são muito fáceis de se obter através de trocas. Se você não conseguir nenhum Marsh Flats eles podem ser substituídos por Evolving Wilds, uma carta comum de Rise of the Eldrazi.

No torneio que entrei, eu cai contra um Valakut e fiquei feliz por poder testar de cara o deck contra o deck mais popular do Standard.



Eu ganhei no dado e comecei abri a mão com Marsh Flats, Plains, Swamp, Hada Freeblade, Bojuka Brigand, Kabira Evangel e Mimic Vat. Joguei minha Marsh Flats, estourei ela e procurei por uma planicie, conjurei meu Hada Freeblade e passei o turno. Meu oponente jogou um Evolving Wilds e passou. Comprei um Talus Paladin, joguei meu pântano, conjurei meu Bojuka Brigand e ataquei com o Freeblade. Meu oponente estourou seu terreno e pegou uma floresta. No seu turno ele conjurou um Khalni Heart Expedition e passou o turno. Comprei um Bala Ged Thief, conjurei meu Kabira Evangel e ataquei, levando meu oponente a 12pontos de vida.

Meu oponente comprou e ficou pensando por um bom tempo. Ele estava provavelmente pensando se perderia o jogo se conjurasse um Cultivate. Ele então baixou um terreno, conjurou um Explore, não achou o quarto terreno, conjurou um Bolt no meu 3/3 e passou o turno.

Comprei outro pântano, joguei ele, conjurei meu Talus Paladin, e ataquei, levando meu oponente a 6. Meu oponente comprou, conjurou um Harrow, e colocou um par de marcadores no seu Khalni Heart Expedition. Meu oponente conjurou um Explore, jogou um terreno e passou. Eu ataquei novamente e o jogo terminou.



Sideboarding:

Tectonic Edge é bom aqui por uma razão óbvia, então eu quero entrar com eles, mas também quero entrar com Duress e Memoricide. Doom Blade não tem muitos alvos que já não o tenham deixado em uma posição favorável. Join the Ranks não é muito bom, pois meu oponente não tem uma presença forte no campo de batalha. Então decidi fazer essas mudanças:

-4 Doom Blade
-3 Join the Ranks
-1 Terramorphic Expanse
+4 Duress
+3 Tectonic Edge
+1 Memoricide
Partir para o jogo com vinte e sete terrenos parece arriscado, mas temos que pensar nas Tectonics Edges mais como mágicas que como terrenos.



Comecei com duas Plains, um Swamp, Tectonic Edge, Duress, Memoricide, Mimic Vat. Meu oponente jogou um Valakut e passou. Comprei um Bojuka Brigand, joguei meu Swamp e conjurei Duress. Meu oponente revelou um Explore, um Harrow, dois Primeval Titan, uma Forest e uma Raging Ravine. Tirei o Explore e anotei as cartas que ficaram na mão do meu oponente. Meu oponente jogou uma Raging Ravine e passou o turno. Comprei um Bala Ged Thief, joguei minha Plains, conjurei meu Bojuka Brigand e passei o turno. Meu oponente jogou uma Forest e passou. Comprei outra Plains, conjurei um Mimic Vat e passei novamente. Meu oponente conjurou um Harrow no final do turno e procurou por um par de Mountains. Ele comprou, conjurou um Cultivate, procurou por uma Forest e mais uma Mountain, jogou um terreno e passou. Comprei outro Bala Ged Thief, conjurei meu Memoricide nomeando Primeval Titan, tirei dois da mão dele e mais dois do grimório, deixando ele sem nenhuma jogada no próximo turno. Meu oponente ativou sua Raging Ravine, me atacou e passou o turno depois de jogar um terreno.

Comprei um Tectonic Edge, joguei ele, conjurei um Bala Ged Thief, tirei o ultimo terreno da mão dele e passei o turno. Meu oponente comprou e conjurou um Harrow para causar 3 de dano em mim e 3 no Bala Ged Thief, que foi estampado no Vat. Ele atacou com a Ravine e passou. Comprei outro Mimic Vat, joguei o outro Tectonic Edge, destrui a maior Raging Ravine e passei. Usei meu Mimic Vat durante a fase de compra do meu oponente e fiz ele descartar um Inferno Titan que ele tinha acabado de comprar. Ele ativou a outra Ravine que eu bloqueei no meu Thief. No meu turno eu comprei um Hada Freeblade, conjurei ele e joguei um terreno. Ativei meu segundo Edge para estourar o seu Valakut e passei. Ativei novamente o Vat durante a compra do meu oponente e tirei um terreno da mão dele, deixando também meu Freeblade maior. Meu oponente atacou com a Ravine e eu parei no meu Thief. Isso continuou por um tempo até eu ter marcadores suficientes nos meus aliados e poder atacar letalmente.



Eu gostei muito dessa ultima partida pois eu fui capaz de vencer sem nenhuma posição agressiva. É importante entender as capacidades do seu deck e aprender a jogar de acordo com suas necessidades. Se seu oponente não está tendo uma posição agressiva, você pode assumir uma posição de controle também.

Eu joguei mais algumas partidas com o deck, mas o fato de que Scars of Mirrodin foi introduzido recentemente no Magic Online, não me permitiu fazer mais algumas descrições de jogos. Depois dessa partida eu mudei algumas coisas na lista. O deck original tinha muito problema contra decks vermelhos, mas eu fui capaz de resolver esse problema com um novo sideboard. Aqui está a lista agora:



Inicialmente eu tirei Join the Ranks da lista principal pois não existe ainda muitos decks no ambiente para nos fazer querer uma vantagem dessas no campo de batalha. Se começar a aparecer muitos decks tribais ou com metalcraft então o deck principal pode querer voltar à sua formação original.

Eu adicionei outro Memoricide pois nomear Primeval Titan é muito forte contra muitos decks atualmente.



A combinação de Ondu Cleric com Kor Firewalker é de quebrar qualquer deck vermelho. Eles tem um grande problema em tentar lutar quando você tem acesso a um Talus Paladin para acobertar os outros dois. Ondu Cleric no Mimic Vat é insano contra decks vermelhos. Eu não sei se dividir essas cartas em quatro-dois é o melhor caminho, mas eu particularmente não gosto do custo duplo de branca no Kor Firewalker.

Fonte: ligamagic e wizards
 
Bruno Schepers Melo

11 comentários:

Levi disse...

Meu caro, estou com umas dúvidas.

1 - É possível jogar mágicas ou habilidades durante a fase de compra do oponente?

2 - Quando o turno é do oponente, não é ele quem tem preferência na pilha?

Um abraço e parabéns pelo blog!

Magic: the Gathering - Metal disse...

Primeiro obrigado pelo elogio Levi.

Aqui no blogger vc encontra um manual de magic em portugues.
Link para o manual:

http://magicandmetal.blogspot.com/2010/05/versao-atualizada-das-regras-de-magic.html

Vamos as duvidas:

1 - Sim, você pode jogar magicas mágicas ou habilidades durante a fase de compra do oponente,regra 504. Etapa de compra.

2 - leia a regra 115. Tempo e Prioridade, 405. Pilha.


Grato e espero ter te ajudado,

Bruno Schepers Melo
Equipe MagicAndMetal

Levi disse...

Caro Bruno, boa tarde!
Obrigado por responder a dúvida. Agora gostaria só de confirmar se a minha leitura foi correta ou não:

Eu compro um card e a prioridade é minha, pois estou no meu turno. Você conjura o Ally que descarta card nesta etapa. Ainda posso respondê-lo conjurando o card que está em minha mão, caso seja instantânea?

Um abraço!

Magic: the Gathering - Metal disse...

Isso mesmo Levi,

Vc entendeu certinho,
vc pode jogar somente carta de magica instantanea ou alguma outra habilidade como resposta a habilidade do ally.

Fica assim os passos:
1-conjura o ally
2-a habilidade do ally vai para pilha
3-vc joga a magica instantea e ela vai para pilha.

A pilha é resolvida de cima para baixo ou sendo: magica instantanea primeiro e depois a habilidade do ally.

Espero ter te ajudado.

Grato
Bruno Schepers Melo
Equipe MagicAndMetal

Anônimo disse...

Meu caro, gostei do deck parece legal, onde eu jogo isso seria muito bom, mas por favor me tire uma duvida, o mimic vat diz; no inicio da proxima etapa final.....
entao eu poderia colocar uma copia no passe e ela ficaria?

Bruno Schepers Melo disse...

Exemplo prático: Controlo meu Vat com um Frost Titan estampado. Quando meu oponente encerra o turno dele e me passa a vez, antes de começar meu turno mas ainda no final do turno dele (sim, estou falando desse pequeno intervalo de um turno para o outro que não tem encaixe em nada) faço uma ficha do Frost Titan, travo uma permanente dele, e assim, quando chega meu turno, essa ficha continua no campo de batalha?

Resposta: no campo de batalha, a ficha só sai de jogo no início da próxima etapa final, esse "pequeno intervalo de um turno para o outro", é dividido em duas partes e chamado de etapa final e etapa de limpeza, portanto vc copia o titã após o inicio da etapa final do oponente e ele só vai ser removido na etapa final do seu turno.

Grato,

Bruno Schepers Melo
Equipe MagicAndMetal

Anônimo disse...

Simply awesome. And here I thought my generation was the first to master dry wit. Seems I was wrong. ;)

R, Aron
here's my site too

Anônimo disse...

I will add this blog to my favorites, it is great.

Anônimo disse...

This is a good blog. Keep up all the work. I too love blogging and expressing my opinions

Anônimo disse...

I have tried many other services but yours appeared to be the best. Lots of thanks.

Anônimo disse...

I am glad to be a visitant of this perfect site ! , thankyou for this rare information! .